Civil pode comprar uma aeronave militar?

posted in: Artigos, Tayly Vieira | 7

Quem disse que é impossível comprar um avião de caça? Alguns empresários especializados no assunto mostram que, com alguns milhões no bolso e uma pista de pouso, qualquer um pode bancar o piloto caçador.

Hoje existem empresas como a General Equipment Inc, que vende aeronaves civis e militares usadas. No catálogo são anunciados mais de 20 modelos militares, dentre os quais estão exemplares como o Mirage F1-C, F-16 Fighting Falcon, F-5 Tiger II, e até aeronaves russas, como o MiG-21 e MiG-29, que tem preços anunciados variando de 400 mil até 4 milhões de dólares.


Comércio não tão raro

Nos EUA isso não é raro de ocorrer, sendo comum observarmos nas feiras de aviação a exibição de Warbirds nas mãos de civis. Entre os casos de compra e venda mais impressionantes está a recente oferta de um J35 Draken da SAAB restaurado, que também entrou no catálogo de “vendo meu usado” na América.

Existem apenas dez Drakens aeronavegáveis em todo o mundo, oito operados de modo particular e dois pela Força Aérea da Suécia. Devido ao alto custo de manutenção e combustível, uma das aeronaves está à venda no site Platinum Fighter Sales, por aproximadamente 500 mil dólares. Quem comprar a aeronave tem a opção de adquirir a LLC (em português, Sociedade de Responsabilidade Ltda.), que permite a aquisição de peças através do governo sueco.


“Coisa de Museu”

A maioria dos casos de compras particulares ocorrem para exposição em museus, como foi o caso da compra de um Mikoyan-Gurevich MiG-29 Fulcrum pela Historic Flight Foundation. A HFF dedica-se exclusivamente em manter, operar e exibir uma coleção imensa de aeronaves, como o Spitfire, F-86 Sabre, Lockheed L-10, B-25 Mitchell e F7F Tigercat.

O hangar da empresa se tornou parada obrigatória para qualquer amante da aviação que passe por Seattle, EUA.


Mercado brasileiro

Após a desativação do Mirage 2000, a FAB pôs à venda oito dos doze caças, comprados como solução emergencial após a desativação do Mirage III em 2005.

Além das aeronaves, é possível comprar também uma série de equipamentos e peças, mas o valor é um pouco salgado, com o mínimo de compra estabelecido em 2,5 milhões de dólares. A oferta é válida tanto para Forças Aéreas de outros países, quanto para pessoas físicas.

Mas não é tão simples quanto parece transformar seu nicho de caças de brinquedo em uma coleção de verdade.

Ao se adquirir qualquer aeronave militar, é obrigatório o processo desmilitarização, convertendo-a em aeronave civil. A seguir a compra deve ser aprovada pelo país fabricante que possui a patente das tecnologias adquiridas. De acordo com a FAB, no caso do Mirage 2000, qualquer pessoa física ou jurídica que cumpra todos os requisitos do edital para compra, deve passar por uma avaliação do governo francês. Após aprovada a negociação, aí então pode-se entrar na disputa de licitações.


Possível vs Viável

Em suma, sim é possível um civil adquirir uma aeronave militar. Todavia, tudo tem seu preço, e nesse caso isso diz respeito não apenas ao da aquisição mas também ao da manutenção, seja no voo ou em mera exposição.

Então antes de explorar os catálogos, converse com sua empresa de cartão de crédito.

Qual seu sonho de consumo?


Tayly Vieira

Tayly Vieira

Entusiasta de Aviação Militar e estudante de Engenharia Ambiental pela UTFPR. Costuma escrever seus artigos sob a sombra da Árvore de Gondor.
Tayly Vieira
  • Pacelli Francesco

    Tai uma coisa que nunca imaginei. Também os abastados tem que ter muita, mais muita grana pra manter voando. Parabéns pelo post.

    • Marcelo Michel

      Que nada, tem que ter muita grana pra comprar um carro esportivo, um super esportivo top aqui sai por uns 3 milhões de reais, 3 anos depois esta valendo 500 mil reais, desvalorizou 2,5 milhões um caça sai pode sair na faixa de 1 milhão de reais, daqui a 5 anos vai estar valendo 1 milhão de reais, desvalorizou zero! se voar uma horinha por final de semana, somando manutenção, combustível, hangaragem garanto que não gasta 500 mil reais em 3 anos, então se somar tudo o carro deu despesa de mais de 2,5 milhões em 3 anos e o caça menos de 500 mil reais, sem esquecer que 99% dos proprietariados de super esportivos não rodam mais que 7000 km em 3 anos, o que da menos de uma hora por semana

  • Márcio Lira

    “Qual seu sonho de consumo?”
    Difícil responder, rsrsrs. Mas, em termos de anv de caça histórica, fico com o P-51 Mustang.
    E o seu, Tayly? Rs

  • Italo Daniel

    Um Fokker Dr.I

  • Elton Veoitao

    eu queria um tucano direto da embraer, sera que tem jeito ? nao queria replica. ou ate um usadinho ja serviria.

  • Fabiano Matoso Gamba

    Boa Matéria! Seria possível comprar um Super Tucano desmilitarizado direto da EMBRAER!?

  • Luiz Cláudio Ribeirinho

    O Aeroclube de Itápolis mantém em seus hangares um caça L-39 Albatross totalmente operacional, de propriedade de um empresário local. Ocasionalmente, o caça pode ser visto voando por lá. Para quem tem a oportunidade de uma visita, vale a pena conhecer!