Prático de Piloto Privado 16

Reportado por Alexandre Sales na frequência Rafael Torquato, Textos

PPP16 Rafael Torquato Canal Piloto Prático de Piloto Privado 16

Saudações Amigos do Canal Piloto.

Após ter sentido como foi a glissada no voo anterior, chegou o momento de realmente aprender a manobra.

A glissada é uma manobra que permite perder altura rapidamente sem o aumento da velocidade. Podendo ser frontal ou lateral. Uma das asas é baixada, o nariz desloca-se para o lado oposto, fazendo a asa baixada glissar.

Glissada Frontal: É aquela que o avião mantem a trajetória reta para frente. Ficando com o nariz a 30º com a referência. Abaixa-se a asa para o lado do vento, dando pedal contrário, simultaneamente. Para sair da glissada frontal, centralizam-se os comandos simultaneamente.

Glissada Lateral: Diferente da frontal, a lateral mantem uma trajetória para diagonal. Abaixa-se a asa para o lado do vento, e após calça-se o pedal contrário. Para sair da glissada lateral, centraliza-se primeiramente o manche e depois os pedais.

Ambos a velocidade é de 65mph, checamos a altura, direção do vento, referência e voo planado. 

GYE Canal Piloto Prático de Piloto Privado 16

Com o briefing realizado, aeronave inspecionada, notificação, fomos voar. A aeronave era o GYE, motor de 115hp bem mais forte que o P56C que tem 90hp. Na decolagem, senti a primeira diferença do motor mais forte, normalmente no voo ascendente subimos com 65mph, no P56B subimos com 70mph.

Escolhemos área 460 (Vale Eldorado) para treinar as glissadas, chegando próximo ao vale, devido ao tráfego que estava intenso na região, resolvemos alternar para não prejudicar. Fomos então para uma pista de pouso abandonada na fazenda primavera. Altitude do aeródromo é de 2400’, instrutor pediu para fazer uma final longa e chegar um pouco a direita da pista para fazermos a Glissada Lateral.

A glissada é uma manobra bem tranquila e bem legal de fazer, cheguei alto e a direita do aeródromo, para poder perder altura e ao mesmo tempo glissar em direção a cabeceira. 

Feito a aproximação, certifiquei de a direção do vento, abaixei a asa esquerda e calcei o pedal contrário, a aeronave começou a glissar. O vento pega na lateral da janela e continuei glissando, quando vi que a aeronave ainda não estava na trajetória desejada, dei um pouco mais de asa e um pouco menos de pedal, assim ela acentuou mais a trajetória, sempre observando a velocidade de 65mph.

Quando chegamos a uma altura razoável, arremeti e fiz o circuito de trafego novamente para uma nova glissada, girei base próximo ao aeródromo para chegar alto e poder glissar. Assim foram feitas as manobras, arremetemos pela última vez e voltamos para Bragança, aproveitei para fazer o circuito de Bragança próximo para também chegar alto na final, assim glissei mais uma vez e efetuamos o pouso.

Glissada Canal Piloto Prático de Piloto Privado 16

Taxiamos, fomos para o debriefing e conversamos, meu grau de proficiência foi satisfatório, fui aprovado na manobra. Próximo voo era TGL (Touch and go landing – Pouso e Arremetida)

Agora a brincadeira ficou séria. 

Bons Voos, Cavok.
Rafael Torquato.

Notam: Vou dar uma pausa nas postagens por causa das férias, mas em breve voltarei com mais informações da formação de Piloto Privado.

pixel Prático de Piloto Privado 16
 Prático de Piloto Privado 16
Redes

Alexandre Sales

Piloto Privado de Avião, desviando de urubus nos céus da Terminal São Paulo desde o primeiro voo
 Prático de Piloto Privado 16
Redes

Alexandre Sales

Piloto Privado de Avião, desviando de urubus nos céus da Terminal São Paulo desde o primeiro voo
  • Anderson Lima

    pode voar de calçao?

    • Rafael

      Depende do aeroclube. em Bragança sim.

  • INVA Thalles

    Muito bom ver o avião perdendo altitude sem ganhar velocidade mas é bom cuidar, pois ela pode te atrapalhar em outras manobras. USE COM MODERAÇÃO, hahaha.

    • Rafael

      hahaha. Pode deixar !! valeu pela dica.

  • junior

    olha, ja avizei esse cara, voando de short, isso queima o filme dele… cara se liga, ja ja viu algum advogado indo pra audiencia sem palito e gravata?, vc ta em um ambiente profissional, vc tem que ter padronizacao…. eu fiz meu pp e meu pc e SEMPRE USEI SAPATO SOCIAL, CALÇA SOCIAL E CAMISA HERING BRANCA, CABELO PENTEADO E CURTO, pra mim a aparencia é fundamental, independende de norma do aeroclube dizendo que pode ou nao usar short, faça por voce, isso só uma critica, espero que vc á receba positivamente.

    • Alexandre Sales

      Amigo, esse assunto já foi abordado e respondido em outros posts desse autor, se você se importa em repetir a sua sugestão à ele, deveria também se preocupar em ler as respostas.

      Aeroclube é como religião amigo, cada um tem a sua, e não é porque na sua religião "a mulher só pode andar de saia" que você tem que sair tentando converter todo mundo à essa sua religião. Você não está errado, mas também não está certo, cada aeroclube tem uma padronização, quem já voou em mais de um consegue perceber isso.

      Eu já passei por três aeroclubes, em um deles os INVAs voavam com roupa social e berimbelas (uniforme clássico), em outro, voavam de shorts como o do nosso amigo do post, e em outro, voavam de camiseta polo e roupa informal. Cada lugar tem uma norma social.

      Se o nosso amigo do post chegasse vestindo assim no seu aeroclube, provavelmente ele seria descriminado, mas também já vi aluno ir voar com roupa social e engravatado e receber "conselho" (puxão de orelha) de INVA, falando que o aeroclube não é linha aérea. Percebe o contraste?

      Ou seja, ninguém é mais ou menos piloto por se vestir de X maneira, o aluno/piloto tem que se preocupar em manter a padronização do lugar onde ele voa para estar adaptado naquele ambiente em questão, simples assim.

    • Rafael

      Agradeço a critica ! foi muito bem recebida e obrigado pela preocupação.

    • INVA Thalles

      O importante é sempre estar dentro das normas adotadas pelo aeroclube/companhia, já voei em bragança paulista, onde era flexível quanto à isso. Porém hoje dou instrução em Torres – RS e até mesmo piloto privado usa roupa social e berimbela. A bermuda não atraplhará nosso amigo em nada, pois o mesmo está dentro das normas do aeroclube de bragança paulista (ACBP).

      obs: Apenas não sofreu com o calor dentro da fornalha que é o nosso velho PP-GYE.

      • junior

        nao afeta em nada? imagina quantas mil pessoas (olha a moral SALES ahsuahs) ver esse topico, e quantas tambem estao em desacordo como nosso amigo, so quero ajudar ele, E SALES ME FALA QUAL OS AEROCLUBES QUE VOAM DE CAMISA POLO E ROUPA INFORMAL PRA EU NUNCA PISAR LA

        • Rafael

          Junior, se você escolhe o aeroclube pelas vestes… Me desculpe, mas você não tem espírito de aviador. O importante para nós é voar, ganhar experiência e conhecimento, e não usar roupa social e não ganhar nada em troca. Então por favor, pare de discriminar pilotos pelas suas vestes, pois muitos comandantes executivos voam de calça ou shorts jeans, recebem salários altíssimos e tem muito mais experiência que muito aqui.

        • Dede

          O que importa é se o cara é bom de pé e mão. roupa é o de menos.

        • Roberto

          O que faz um piloto é a experiência, não as roupas usada por ele.

    • Zech

      Paulistinha virou Linha Aérea agora? Aviação, pra questão de vestimenta, é primeiramente seguir o padrão e em segundo lugar se sentir bem. Se o aeroclube permite usar bermuda e vc se sente bem, use!! Outra, se vestir "bem" é questão de cultura. Um exemplo: a camisa hering que o Junior comentou lá em cima. No aeroclube onde eu voei, os alunos usavam muito calça jeans com camisa polo do uniforme (pelo menos aqui no rio, uma polo é mais "arrumada" que uma hering). Por fim: em 2010 fui fazer um voo de teste pós-manutenção de um 737. Cmte e eu de jeans, camiseta e tenis. Entramos pelo terminal de pax em Brasília assim e nem de perto nosso filme está queimado…

  • Eduardo Freitas

    Nossa, se parece um pouco com a coordenação de 1º e 2º tipo, é difícil fazer essa manobra?

    • Rafael

      Coordenação é um pouco mais complicado !

      • INVA Thalles

        Verdade Rafael, coordenação é chatinho mesmo.

        INVA: Comando olha sua altitude, olha a referencia, menos inclinação de asa, menos pedal comando! hahaha

        Aluno: Vou começar denovo, ok?

        • Rafael

          hahahahaha, bem isso !!!!

  • NOOP

    parabéns é de cmtes assim que precisamos, ajudando os que estão começando,

    sobre roupa, cada um tem a imagem que quiser..

    Sou piloto agricola, abc

    • Pedro alencar

      Parabens carinha, sobre roupa até piloto agricola tem que usar macacao num calor do carai kkkk em brag é foda.. eu particularmente nao voo com inva sem padrao

  • Mário

    Glissada eu acho que gostosa só lendo o livro, quando tiver fazendo vai ser massa. Parece ser fácil, mas é preciso bastante cuidado pq pode se tornar perigosa né, ou não? hahaha

    Aqui em PVH o INVA dá aula teórica e prática vestido com bermudas, camisa regata e havaianas e o cara é muito fera.