Bob Hoover, o homem por trás da lenda

posted in: Artigos | 1

bobhoover_capa_cp_canal_piloto

O dia 25 de Outubro de 2016 será eternamente lembrado pelos amantes da aviação como uma das datas mais tristes para aqueles que amam a arte de voar. Nesse dia, aos 94 anos, falecia Robert Anderson “Bob” Hoover, conhecido mundialmente como “O Piloto dos Pilotos”. De fato, no mundo aeronáutico, é extremamente raro encontrar alguém a quem o nome Bob Hoover não soe familiar. Dono de uma técnica de pilotagem invejável, Bob revolucionou a aviação acrobática, atuando como um dos mais importantes pilotos de teste da Força Aérea Americana. E a melhor maneira de honrar a sua memória é preservar e eternizar sua história de vida.

Nascido em 24 de Janeiro de 1922 na cidade de Nashville, no estado americano do Tennessee, Bob Hoover aprendeu a voar no aeroporto internacional de sua cidade, conhecido então como “Berry Field”. Determinado em realizar seu sonho de voar, o jovem Bob trabalhava em uma mercearia local para pagar por sua formação de piloto. Assim como muitos jovens pilotos de sua época, Bob serviu durante a Segunda Guerra Mundial, atuando inicialmente como piloto de testes das aeronaves montadas para servir em combate. Eventualmente, Bob viria a ser designado para voar pelo 52º Esquadrão de Combate da Força Aérea Americana, atuando em missões na Sicília, na Itália. E foi em uma dessas missões que Bob Hoover fez uma das primeiras de suas grandes proezas.

Em virtude de mau funcionamento em seu Spitfire, Bob foi abatido pelo Focke-Wulf Fw 190 do Tenente Siegfried Lemke, permanecendo prisioneiro na Alemanha durante 16 meses. Lá, Bob contou com a ajuda de outros prisioneiros, que encenaram uma briga para acobertar sua fuga da prisão. Dando sequência às ações cinematográficas dessa fuga, Bob conseguiu roubar um caça Fw 190 em condições de voo, que estava sendo mantido nas imediações para canibalização de peças.

De volta aos Estados Unidos – e às suas funções de piloto de testes – Bob Hoover tornou-se um grande amigo de Chuck Yeager, que anos depois se tornaria o primeiro piloto a quebrar a barreira do som. Não por acaso, Yeager indicou Hoover para ser seu piloto de apoio durante o histórico experimento com o supersônico Bell X-1, no qual Hoover voou com um caça Lockheed P-80 Shooting Star, o primeiro caça a jato a ser empregado pela Força Aérea Americana. Cinquenta anos depois, em um evento comemorativo, Yeager e Hoover repetiram o voo duplo, pilotando caças F-15 e F-16, respectivamente.

Apesar de toda a sua atuação militar, Bob Hoover tornou-se mais conhecido por sua atuação como piloto acrobático civil. A bordo de um Shrike Commander da fabricante Aero Commander, Bob executou loopings, tonneaus e outras manobras até então inimagináveis para uma aeronave executiva. Chegou a servir água em um copo e trazer à boca um cigarro sobre o painel sem tocá-lo, apenas utilizando-se de manobras acrobáticas para isso. Também efetuou pousos sem motor, tocando com um trem de pouso principal de cada vez, além de em muitos casos taxiar para fora da pista sem reacionar os motores. Apenas alguns dos inúmeros feitos que farão de Bob Hoover um nome a ser eternamente lembrado por pilotos de todo o mundo.

Luiz Cláudio Ribeirinho
Redes

Luiz Cláudio Ribeirinho

Piloto Privado Teórico, host e editor do CP Cast, revisor, e vocalista da banda Rock Wheels.
Luiz Cláudio Ribeirinho
Redes

Latest posts by Luiz Cláudio Ribeirinho (see all)

  • Pacelli Francesco

    Não conhecia mas vendo o vídeo pude crer que não se trata de um homem e sim um mito, uma lenda. Será eterno com certeza.