CP Cast 062 – Commuting: Morando fora da base

posted in: CP Cast | 18

Este é o CP Cast – O podcast de aviação do Canal Piloto

Oscar Lima Alfa senhores aviadores! Hoje Alexandre SalesEnderson Rafael, Yuri Dimitrov, Luiz Ribeirinho e Renato Cobel continuam a conversa sobre o mundo da Linha Aérea, desta vez abordando o commuting!

No CP Cast de hoje: Saiba a definição desse termo que fará parte de sua rotina, descubra por que morar perto de sua base nem sempre é a melhor opção, confira os detalhes do chamado “Passe Livre”, prepare-se para dividir um apartamento com a tripulação, saiba como incendiar um chuveiro no Rio de Janeiro, e veja como viajar em um 727 disfarçado de pacote do Sedex!

Patrocínio:

Comentado na leitura de e-mails:

Produtos Canal Piloto:

Participe do CP Cast:

Conteúdo relacionado ao episódio:

Feed para o iTunes ou agregador:

E-mail:

  • Envie suas sugestões e mensagens para serem lidas no ar através de nosso e-mail.

Duração: 54 minutos

Clique no PLAY para escutar o episódio:

Play
Redes

Alexandre Sales

Piloto Privado de Avião, desviando de urubus nos céus da Terminal São Paulo desde o primeiro voo
Redes
  • Enderson Rafael

    Nunca um voo meu pra casa passou tão rápido! Foi muito bom escutar o CPCast no FL370, sentado na janelinha. Muito bom fazer parte de uma tripulação como a da Canal Piloto! Grande abraço e me diverti demais com a sessão de NOTAMs! Vcs são impagáveis!

  • Thalles

    Marombados da aviação que me desculpem, mas prefiro dormir do que malhar biceps!

  • Vinicius Santos

    Commuting de NYC para o Oriente Médio deve ser muito incrível, dispensando-se a possibilidade de cansaço, claro… Esse é um objetivo, que sera conquistado com um sorriso de orelha à orelha!! Inspirador acompanhar a evolução dos participantes deste CPCast!

  • Anderson Cunha

    Oscar Lima Alfa Senhores aviadores.
    Há mais entre o solo e a linha aérea do que julga nossa van filosofia! Muito interessante o episódio com bastante informação sobre o dia a dia da linha aérea. Minha esposa que não escute isso, pois vai querer sabotar meus planos de formação aeronáutica kkkkk.

  • Manoel Cavalcante

    Agora posso morrer sabendo que leram meu comentário no CP Cast ! kkkk

  • Douglas Martins Nos

    Então além de voar como comandante vou poder voar como passageiro, agora só falta eu poder voar como carga, hehehe

  • Drausio

    Que conversa é essa (aos 29:20) de “Edital da Seleção”???
    Até onde eu saiba as empresas não publicam um edital quando pretendem contratar tripulantes.
    Será que eu perdi alguma coisa?

    • Yuri Dimitrov

      Olá Drausio, tudo bem? As empresas aéreas estabelecem as condições para que os candidatos possam participar das seleções, como mínimo de horas, formação acadêmica, habilitações e etc. A referência sobre “edital” é para referenciar estes “mínimos” da seleção. Um abraço.

  • Yuri Dimitrov

    Lucas, tudo bem? Você pode fazer como nós. Eu moro em SP, mas trabalho no Rio. Assim como vc também pode morar em BH e trabalhar em outra base. Digo isso pq no momento de crise que estamos passando, não podemos escolher pra onde vamos. Temos que acatar as vagas que são oferecidas. A Azul é a única que tem base em BH no momento. Até os últimos anos, era essa empresa que estava mais contratando, não que as outras não venham a contratar futuramente também. O que eu quero alertar é para que você não feche as portas para as oportunidades que possam surgir, mesmo que seja de empresa ou base diferentes. Nas folgas, sempre terá oportunidade de pegar um voo para onde vc mora, recebe voos de todos os lugares com frequência. Já na linha aérea, não é toda hora que aparece uma oportunidade…

  • Jair Machado

    Um tema bastante relevante para quem pensa em levar essa vida como PLA, e ta aí uma coisa que após esse programa tive a certeza que vou experimentar quando um dia chegar lá, o commuting. No entanto, gostaria de mais informações sobre o funcionamento da chamada “escala direcionada”.

    Deixo aqui meus parabéns à equipe do CP cast por acertarem como sempre em cheio nosso universo de curiosidades, dúvidas e por mais um excelente programa!!

    Ahhh… e Sr. Ribeirinho, com relação à velocidade na Marginal, fazendo uma analogia aqui ao Rio, do jeito que está o trânsito da Av.Brasil e do centro da cidade, já servia de bom grado essa determinação da prefeitura pra que a velocidade seja a de 20 km igual aí, porque na atual situação deve ta variando de 0 a 15 no máximo…rsrsrs….Então já vi vantagem aí nesse limitante, deve dá pra chegar no Santos Dumont em menos de 3 hrs!! hehehe…

    Abraço à toda equipe!!!

  • João Paulo

    Não entendi como funciona a viagem de um piloto de uma companhia em outra. Ele tem que ir vestido com o traje de sua companhia? E uma base de uma companhia, não ficou claro o que seria, achei que base fosse em toda cidade na qual a companhia voa. O que é uma base, e o que a cidade precisa pra ser uma base?

    • Enderson Rafael

      Oi João, exatamente. Uma das regras do chamado passe livre é a utilização do uniforme completo. E sim, toda cidade pra qual a cia opera é uma base, mas nem toda base da cia é uma base que tenha tripulantes. Na verdade, de 50, as vezes 100 destinos, apenas 3 ou 4 cidades têm base de tripulantes. Ou seja, todas as tripulações começam ou terminam o voo nelas.

      • João Paulo

        Obrigado pela resposta. Mas acho que essa parte dos uniformes fiz confusão.. Piloto da companhia A, vai voar na companhia B com passe livre, ele tem que vestir uniforme se identificando da companhia A? Meio estranho, rs. Qual objetivo?

        • Enderson Rafael

          Exatamente isso. Foi parte do acordo entre as cias e o sindicato. Creio que a ideia seja desestimular o uso do passe livre “a passeio”, uma vez que o fim do benefício é voltar para casa ou ir pro trabalho, coisa que fazemos, via de regra, de uniforme.

          • João Paulo

            Agora ficou mais claro. Obrigado

  • Enderson Rafael

    Tem sim, aparece nos editais da seleções.

  • Enderson Rafael

    Muito obrigado, Teichmann!

  • Conti

    Vale lembrar que o intuito do passe livre é que o tripulante tenha uma oferta maior de voos para voltar para casa. E não “passear” de graça pelo mundo afora. Por isso a regra de ter que usar uniforme, já que teoricamente o tripulante estaria utilizando o passe livre para ir/voltar da sua base contratual para casa. Solicitações para passe livre em voos internacionais não são permitidas. Claro que não existem sempre excessos porém, tripulantes que utilizam o passe livre para passear no fim de semana e não gastar a própria cota de benefícios da empresa, podem acabar tirando vagas de tripulantes que realmente precisavam daquela vaga no voo pra chegar em casa ou no trabalho.