Dúvida – Como está o mercado brasileiro para a contratação de pilotos estrangeiros?

posted in: Duvidas | 0

Seguindo com nossa série sobre dúvidas quanto à formação aeronáutica, vamos responder à pergunta de hoje:

Dúvida

Olá,

Meu marido é alemão, é piloto, se formou na Alemanha e EUA, estudou em Estocolmo também. Ele parou de trabalhar na área há alguns anos, atualmente ele é especialista em fibra de carbono e faz aviões, etc…Nós estamos com vontade de viver no Brasil e como um piloto geralmente é piloto por um desejo maior que ele mesmo, creio que ele sonha em voltar a voar.

Minha pergunta é: Como está o mercado de trabalho para um piloto internacional?

Como posso saber as chances que ele tem de ingressar nesse mercado aí?

Atenciosamente,

Daniela

Nossa resposta

Daniela,

Até onde tenho conhecimento, a contratação de comandantes depende da necessidade de cada empresa. Geralmente, as empresas contratam esses comandantes como co-pilotos, para em seguida promovê-los, em um processo conhecido como fast-track.

Para buscar maiores informações, encaminhei o seu e-mail para o Sr. João Carlos Medau, que é piloto chefe da AVIANCA Brasil. Segue abaixo a resposta dele:

” De acordo com o Código Brasileiro de Aeronáutica, artigo 156, parágrafo primeiro, “A função remunerada a bordo de aeronaves nacionais é privativa de titulares de licenças específicas, emitidas pelo Ministério da Aeronáutica, e reservada a brasileiros natos ou naturalizados.” Podem ainda ser incluídos nesta lista aqueles que têm igualdade de direitos civis (portugueses, moçambicanos, etc).

O fato de ser casado com uma brasileira não dá a ele, a meu ver, o direito de voar profissionalmente aqui.

Respondendo diretamente a pergunta, sem entrar no mérito legal, a contratação de comandantes é rara, pois só ocorre quando as empresas não têm, em seu quadro de copilotos, alguém com a qualificação/experiência necessária para ser promovido à função de comandante. Neste momento, nenhuma das quatro grandes empresas brasileiras estão contratando comandantes. Na verdade, até mesmo a contratação de copilotos está andando devagar, em função do panorama econômico do país.

Abraços,

Medau”

Sendo assim, o primeiro passo para entrar no mercado de trabalho brasileiro seria convalidar as carteiras PC-MLTE/IFR, conforme explicamos neste post. Além disso, ele terá que fazer uma prova de Regulamentos de Tráfego Aéreo.

Atenciosamente,

Rodrigo Satoshi

INVA – Instrutor de Voo de Avião

O leitor de hoje enviou sua dúvida através do nosso e-mail. Você pode fazer o mesmo, caso não encontre a resposta nas perguntas já respondidas.

Rodrigo Satoshi
Redes

Rodrigo Satoshi

Instrutor de Voo de Avião e professor de curso teórico para Pilotos Privados e Pilotos Comerciais.
Rodrigo Satoshi
Redes