Dúvida – Horas em simulador realmente abatem horas reais no PC prático?

posted in: Duvidas | 8

Seguindo com nossa série Pergunte ao Canal Piloto, vamos responder à pergunta de hoje:

Dúvida

Sou aluno prático de PC e necessito da sua ajuda para alguns esclarecimentos. No meu PP fiz 40 horas, agora no meu PC, acabei de completar 70 horas visuais. Logo em seguida, iniciei o simulador no qual estou no fim.

Se escuta por ai, que para checar PC MULTI IFR, é necessário 110 horas visuais, 25 horas de simulador que abatem 20 horas reais, e outras 20 horas de IFR reais, totalizando 150 horas.

Pois então, agora no fim do curso vim a saber que são necessárias 150 HORAS VOADAS, dizem que as 25 horas do simulador não contam como voadas. Isso significaria, que no meu caso, seria necessário voar mais 20 horas visuais para completar 130 horas voadas, para posteriormente somar as 20 horas de IFR REAIS excluindo as de simulador?

Estou muito confuso e cheguei a pensar que o “vendedor de pacotes” da minha escola estaria tentando me vender algumas horas a mais, pois as regras que sabia eram outras.

Mas desde já, agradeço pela atenção

Vitor Donasoloito

Nossa resposta

Victor,

Para checar PC – MLTE/IFR são necessárias, após o cheque de PPA:

  • Horas visuais: 70h como piloto em comando (sendo 50h em navegação)
  • Horas IFR: 20h no avião (30h no simulador, para que sejam abatidas 20h, e o simulador tem que ser homologado AATD)
  • Horas noturnas: 2h para tirar a restrição noturna (Duplo Comando) e 5h como piloto em comando
  • Horas MLTE: 12,0h em duplo comando
  • Voo de cheque: 2,5h

Não se esqueça de que, para fins de lançamento de CIV, horas de simulador não contam como horas de voo, pois elas entram no item SIMULADOR. Já para a CIV Eletrônica – SACI, as horas de simulador contam como horas de voo.

Quanto ao simulador, 30 horas de simulador abatem sim 20 horas de voo, mas isso ocorre somente se esse simulador for homologado AATD pela ANAC. Esse pode ser o detalhe do seu problema.

Abraços,

Rodrigo Satoshi

INVA – Instrutor de Voo de Avião

O leitor de hoje enviou sua dúvida através do nosso e-mail. Você pode fazer o mesmo, caso não encontre a resposta nas perguntas já respondidas.

Rodrigo Satoshi
Redes

Rodrigo Satoshi

Instrutor de Voo de Avião e professor de curso teórico para Pilotos Privados e Pilotos Comerciais.
Rodrigo Satoshi
Redes
  • Rodrigo Satoshi

    Em relação as horas necessárias para retirada da restrição noturna, são necessárias 2 horas. Isso não consta expressamente na RBAC 61, nem na antiga RBHA61. Porém no item 61.85 da RBAC 61, fala em navegação noturna, ou seja para ser navegação tem que ser fora da TMA e no mínimo 27nm. Tanto que o ACJ e a EJ, fazem o trecho SBJD-SDCO-SBJD, com tempo de 2.0 hora de voo.

    E após 5 horas com piloto em comando, conforme já está no post.

    A EJ recebeu essa instrução da própria ANAC a muito tempo atrás, é procedimento padrão, e a RBAC 61 dá esse duplo entendimento.

    Já o item 61.21 RBAC, fala sobre experiência recente, que nenhum piloto pode atuar como piloto comando se o prazo entre o último voo e o voo atual for maior que 90 dias, sendo que após esse prazo é obrigatório a realização de um o voo de experiência recente, acompanhado de um outro piloto. Nesse voo deverá ser lançado com duplo comando, com 1 hora de voo e três pousos.

    No RBHA 61, antigo RBAC 61, no item 61.23, fala sobre a mesma coisa, sobre a experiência recente, porém com um prazo maior de validade de 120 dias.

    • Diego Costa

      O rbac fala em 3 pousos em aerodromos diferentesapenas, nao cita que tem que ser navegacao maior que 27nm. O meu fiz sblo.ssap.sblo e deu 1 hora. Sobre a revisoria tambem apenas diz 3 pousos, nao diz lugar nenhum tempo minimo, tanto que quando fiz deu 0.5. O que acontece e que tem muito mercenario querendovender hora, ai passam o regulamento destorcido aos alunos. Muito cuidado!

      • Rodrigo Satoshi

        Diogo, com relação a Instrução Revisória, está no item 61.23 do RBAC 61, onde diz que o tempo de instrução revisória deverá ser de uma hora em voo e uma hora no solo.

    • Guilherme Pase

      Satoshi,
      Se tu diz que não consta expressamente no RBAC, como afirmas que são necessárias 2 horas? O item 61.85 não fala sobre navegação noturna e sim sobre as prerrogativas do titular da licença de piloto privado. Acredito que houve algum erro de digitação.

  • Rodrigo Satoshi

    Sobre a questão noturna já está na resposta acima. Sobre o simulador e multi-motor, segue abaixo a resposta.

    Em relação as horas multi, são realmente 12.0, não 12.5, como mencionei no post. Quem exige os 12.5 são a EJ e acabei me enganando.

    A questão do simulador abater horas do avião, segundo consta na RBAC 61, item 61.223 – 6 (ii), fala que são 40 horas de voo IFR, sendo que o simulador abate no máximo 20 horas de voo. Exatamente o que está escrito no post.

    • Guilherme Pase

      Exatamente, Satoshi!
      Porém no seu post ainda consta que são necessárias 30 horas de simulador para abater 20 horas (AATD) ou 10 horas (PCATD), quando na verdade, dependendo do tipo de homologação do simulador (AATD, PCATD), são necessárias apenas 25 horas.
      Quanto a questão do noturno, respondi no comentário acima, porém reforço aqui:
      Trabalho em um aeroclube e sou responsável pelo envio dos processos dos alunos (PP/PC/INVA/MLTE/MNTE/IFR) e nunca tive problemas com nenhum processo efetuando a retirada da restrição noturna apenas com 1 hora de voo duplo comando, e após 5 horas de voo em Comando, no PC.
      Utilizando da prerrogativa que quando estamos com a experiência recente, por exemplo, inválida, necessitamos apenas realizar 1 hora Duplo Comando com 3 decolagens e 3 pousos para readquirirmos o Comando na aeronave em questão, o mesmo é aplicável a retirada da restrição noturna, na qual 1 hora com 3 pousos e 3 decolagens nos “habilita” a voar em comando noturno.

      Um abraço e bons voos!

      • Diogo Roman

        Da onde que saiu essa 1 hora Duplo Comando com 3 decolagens e 3 pousos, RBAC61 61.21 diz apenas: no mínimo 3 (três) decolagens e 3 (três) aterrissagens.

  • Carlos Eduardo Mustafa Damasce

    Na verdade, as horas voadas em comando no PPA estão inclusas nessas 70 obrigatórias para cheque do PCA. Sem contar, como foi comentado aqui, que 25 horas de simulador AATD abatem 20 horas do IFRA (que segundo RBAC61 são 40 horas). Sendo assim, a contabilização correta do PCA soma 130 horas de voo real e 20 simulado (AATD), totalizando 150 horas de voo, caso todas sejam voadas em instituição homologada pela ANAC.